XII edição da Bienal Internacional de Cerâmica Artística de Aveiro

XII edição da Bienal Internacional de Cerâmica Artística de Aveiro

Bienal de Cerâmica 2015

A XII edição da Bienal Internacional de Cerâmica Artística de Aveiro, organizada pela Câmara Municipal de Aveiro, começou no passado dia 6 de novembro e durante um mês, até 6 de dezembro, transforma Aveiro na Capital da Cerâmica Artística.

A exposição principal apresenta as obras selecionadas e premiadas pelo júri para o Concurso Internacional, a que concorreram artistas portugueses e de países de outras latitudes como, por exemplo, da África do Sul, da Itália, da Eslovénia ou a Ucrânia. O diálogo artístico, técnico e cultural que os autores transmitem pelas peças concorrentes pode ser apreciado no Museu de Aveiro | Museu de Santa Joana. Estarão expostas cerca de duas dezenas de peças artistas oriundos de diferentes países, tais como Portugal, Espanha, Argentina, Alemanha, Eslovénia, Brasil, Itália, Ucrânia, África do Sul, Lituânia e Polónia. O júri atribuiu três prémios, o 1.º prémio no valor de 6 mil euros, o 2.º prémio de 4 mil euros e o 3.º de 2 500 euros.

O Museu de Aveiro | Museu de Santa Joana recebe mais três exposições. A da Intervenção Artística de Xohan Viqueira, artista espanhol de renome internacional, e comissário da Bienal. A história da cerâmica aveirense “Do Cojo à Fonte Nova” conta-se através do espólio do Museu proveniente das antigas fábricas do Cojo e da Fonte Nova. A “Arte Micro” consiste em imagens de materiais cerâmicos vistos ao microscópio, um olhar inovador e estético sobre a tecnologia e a natureza, promovida pela Universidade de Aveiro.
O Museu da Cidade acolhe os trabalhos de Cristina Bolborea, que figura como a Artista Convidada da XII edição da Bienal. A autora romena traz a Aveiro mais de 150 peças em cerâmica, vidro e metal. O Instituto Cultural Romeno apoia a realização desta exposição.
Na galeria do edifício da Antiga Capitania o público é convidado a conhecer os processos criativos da obra contemporânea da Vista Alegre. Estão expostos os estudos, os moldes e outras experiências técnicas e estéticas que precedem o nascimento das obras.
O Museu Arte Nova expõe trabalhos de artistas contemporâneos que reinterpretam a obra de Rafael Bordallo Pinheiro, inspirados pelas figuras do repertório do ceramista que se tornaram icónicas.
Na Galeria Morgados da Pedricosa está patente a mostra de “Moldes Cerâmicos das fábricas de Aveiro”. Exposição que espelha o acervo industrial da produção cerâmica aveirense. As exposições estão abertas de terça-feira a domingo, das 9.30h às 18.00h.
Para além das Exposições, o programa da Bienal inclui conferências e debates, atelier, workshops e visitas guiadas. As iniciativas previstas num total de cerca de duas dezenas transforma por um mês Aveiro na capital mundial de cerâmica artística.
Os workshops e ateliers oferecem uma dimensão participativa e interativa ao público da Bienal. A sala de serviço educativo do Museu de Aveiro | Museu de Santa Joana é palco de três: “Workshop de Serigrafia Aplicada”, a experiência de utilização da técnica de Serigrafia aplicada em suporte cerâmico; “Enfeites de Natal” destinado às crianças, para o dia 7 de novembro pela Funceramics e o atelier Pássaro de Seda propõe o workshop de iniciação à cerâmica “Vamos sujar as mãos de barro”.
Já noutro espaço a proposta é do atelier Biscoito com “Faz-te à Cerâmica”. O Mestre Adelino Laranjeira coordena o “Workshop de Olaria” nas instalações da Funceramics.
No âmbito das conferências e debates destacam-se as “Conversas de Inovação”, que a Universidade de Aveiro organiza no Auditório do Museu de Aveiro | Museu de Santa Joana, nas quintas-feiras, 12, 19 e 26 de novembro e 3 de dezembro às 18h00.
Ainda a destacar as jornadas “A Cerâmica em Aveiro: Matéria, Criação e Expressão”, que decorrem nos dias 20 e 21 de novembro, no auditório do edifício da antiga Capitania, e que serve de mote às Jornadas de História Local e Documental que a Câmara Municipal de Aveiro e a ADERAV levam a efeito.

As “Conversas no Museu sobre Arte” também se aliam à bienal abordando a Coleção de Azulejaria do Museu de Aveiro | Museu Santa Joana no dia 26 de novembro, pelas 16.30h.
A Bienal proporciona uma “Visita Guiada pelas Memórias Moldadas da Cidade”, um roteiro pelas ruas de Aveiro para descoberta da presença da cerâmica no edificado e engloba a visita comentada às diversas exposições do evento.
Com o apoio da CORDA, a Bienal faz uma Intervenção em Espaço Público, designada “Bienal bate à Porta”. Diversas obras de edições anteriores da Bienal estão distribuídas na Rua Direita (Rua de Coimbra), animando o espaço público, conjugando-o com a fruição artística.
A Bienal Internacional de Cerâmica Artística assume também o objetivo prospetivo pelo que vai realizar-se a “Mostra I&D”, no Museu de Aveiro | Museu Santa Joana com duas ações sobre a Inovação Imaterial e a Inovação Material.
A Inovação Material consiste na mostra de inovação em cerâmica, parceria entre conhecimento e indústria, com exposição de produtos resultantes desta simbiose. A atividade da Inovação Imaterial é composta por duas exposições: Workshop de design cerâmico “Sentir o Planeta Terra”, produzido com a Vista Alegre /Atlantis nas suas instalações industriais em Ílhavo, 2008, e a exposição do Projeto de Elizer Nogueira do Nascimento Junior, “Coleção EXCESS: Classic and baroque, chaos and order, serial and unique, waste and luxe, art and industry.”, produzido com a Vista Alegre /Atlantis nas suas instalações industriais, em Ílhavo, 2013.

Para obter mais informações sobre a XII Bienal pode contactar-se o Meeting Point, que funciona no Museu da Cidade, Rua João Mendonça, n.º 9 – 11, em Aveiro. O contacto email: museucidade@cm-aveiro.pt ou bienalceramica@cm-aveiro.pt
Está disponível um bilhete único para todas as exposições da Bienal, com o valor de 2 euros. Maiores de 65 anos, crianças até aos 12 anos e estudantes beneficiam de uma redução de 50 por cento.

 

 

Fonte: http://www.cm-aveiro.pt/www/Templates/TONewDetail.aspx?id_object=44814&indexnew=1

Sem Coméntários

Escreva o seu Comentário