UA Desenvolve Cimento Ósseo que Dá Esperança ao Tratamento de Fraturas nas Vértebras

UA Desenvolve Cimento Ósseo que Dá Esperança ao Tratamento de Fraturas nas Vértebras

Uma equipa de Investigadores da Universidade de Aveiro desenvolveu um novo cimento que garante ser excelente para a regeneração óssea e, em particular, muito eficaz na regeneração de vértebras fraturadas devido, por exemplo, à osteoporose ou a acidentes.

 

Os investigadores adicionaram, pela primeira vez, estrôncio, manganês  e açúcar aos habituais ingredientes, o que resultou numa melhoria do desempenho biológico do cimento, assim como das respetivas propriedades mecânicas.

“A presença combinada de manganês e de estrôncio e a utilização de  sucrose [um dos tipos de açúcar existentes, por exemplo, em quase  toda a alimentação humana] neste tipo de cimentos constituem duas novidades que tornam este trabalho original”, explica Paula Torres, a  investigadora do Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica  (DEMaC) que desenvolveu este material inovador.

Mais informações aqui

 

 

 

Sem Coméntários

Escreva o seu Comentário