Investigadora da UA é a única portuguesa destacada no livro da diretora de programas da National Science Foundation dos EUA

Investigadora da UA é a única portuguesa destacada no livro da diretora de programas da National Science Foundation dos EUA

Paula Vilarinho entre as cientistas mais importantes do mundo na área dos Materiais Cerâmicos
É uma das 100 mulheres do mundo que mais e melhor contribuíram para o desenvolvimento internacional dos Materiais Cerâmicos. Chama-se Paula Vilarinho, é investigadora no Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica (DEMaC) da Universidade de Aveiro (UA) e no CICECO – Instituto de Materiais de Aveiro e figura no livro “Inspirational Profiles of Successful Women: Ceramic and Glass Scientists and Engineers”. Escrito por Lynnette D. Madsen, diretora do programa em Cerâmicos da National Science Foundation dos EUA, o livro destaca uma centena de mulheres cujos percursos profissionais na área dos Materiais Cerâmicos e de vida constituem uma inspiração e um exemplo a seguir.

Reeleita em abril deste ano para o segundo mandato à frente da Sociedade Portuguesa de Materiais (SPM), cargo este que acumula com a coordenação portuguesa do Programa Emerging Technologies que envolve a University of Texas at Austin (USA) e a Fundação para a Ciência e Tecnologia, Paula Vilarinho é a única cientista portuguesa a merecer a homenagem de Lynnette D. Madsen.

“É uma distinção que me agradou muito. Por um lado, é um reconhecimento internacional e, acima de tudo independente, do que tenho vindo a fazer desde que decidi seguir uma carreira de investigação na área de materiais. Por outro lado, é um reconhecimento que assenta nos valores com que sempre pautei a minha vida pessoal e profissional: mérito, dedicação, persistência e honestidade”, congratula-se Paula Vilarinho.

Mas esta distinção, lembra a investigadora, é também “um reconhecimento para o país e para a UA”. Paula Vilarinho aponta que “numa área como a ciência, e tendo esta iniciativa origem num país (EUA) em que a excelência científica é o critério de seleção, esta eleição tem um significado especial e é mais uma forma de mostrar a qualidade e impacto da ciência que se faz em Portugal”.

Paula Vilarinho aponta também “esta distinção é uma honra para todos quantos trabalham e trabalharam comigo, pois sem ‘elas e eles’ este reconhecimento não teria sido possível”.

Exemplo de dedicação e excelência

Esta distinção e escolha da figura da investigadora da UA para fazer parte desta edição da editora Wiley relaciona-se com o percurso profissional e académico de Paula Vilarinho e a respetiva contribuição que, durante o seu percurso, tem dado para a Ciência e Engenharia de Materiais Cerâmicos, mas também pelo exemplo de determinação, dedicação e de excelência pelos quais tem pautado a sua carreira de ensino e investigação.

Do conjunto mundial de 100 investigadoras destacadas no livro fazem parte nomes ilustres como Uma Chowdhry (Dupont), Nava Setter (Switzerland), Mildred Dresselhaus (USA), Noemi Elisabeth Walsöe de Reca (Argentina), Jing Zhu (China) and Helen Lai Wa Chan (Hong Kong), Alexandra Navrostky (USA), entre outros. “A inclusão do meu perfil no meio de perfis de mulheres de todo o mundo com uma história científica digna de realce, algumas delas consideradas para nomeações de prémio Nobel, é deveras gratificante”, reconhece Paula Vilarinho.

A obra foi lançada no início desta semana durante o encontro anual das Sociedade Americana de Cerâmica (ACERs), Association for Iron & Steel Technology (AIST) e Minerals, Metals and Materials Socieity (MST) que decorre em Ohio (EUA).

 

 

Fonte: https://uaonline.ua.pt/pub/detail.asp?c=43786&lg=pt

Sem Coméntários

Escreva o seu Comentário